quinta-feira, 30 de abril de 2009

Bagé 3 x 0 Farroupilha

Ainda não é desta vez que teremos notícias sobre a primeira vitória do Grêmio Atlético Farroupilha em 2009. Jogando contra o líder da chave 1, Grêmio Esportivo Bagé, no estádio da Pedra Moura, em Bagé, o tricolor acabou derrotado por 3 a 0. Foi uma daquelas partidas em que o placar não reflete em nada o que foi o jogo, mas de qualquer forma, infelizmente o resultado foi negativo. A vitória jalde-negra começou a ser construída com Tiago Souza, pegando o rebote de Edinho, que havia acertado a trave de Fernando. O Farroupilha foi para cima e teve boas oportunidades de gol, mas sem conseguir finalizar com precisão. O segundo gol do Bagé saíu somente aos 33 do segundo tempo, com Leandro Guerreiro. Aos 43, Marcelo Resende entrou na área e foi derrubado. Rodrigo cobrou e fechou o placar em 3 a 0 para o Bagé.
_
No domingo, o Farroupilha enfrente o Flamengo de Alegrete no estádio General Nicolau Fico. Na primeira partida entre as duas equipes, houve empate por um a um, em Alegrete. Em 2008, o Farroupilha venceu o Flamengo em Pelotas, com um gol de Fábio Alemão. Ainda há chances matemáticas de classificação para o Grêmio Atlético Farroupilha.
_
*Foto - Bosco - Jornal Minuano

Destaques do clássico

O clássico FarPel 195 teve alguns destaques positivos pelo lado tricolor. O técnico PC teve estrela ao colocar Tiago Boiadeiro, autor do gol, na segunda etapa. O próprio Tiago Boiadeiro foi um destaque, por conseguir antecipar o goleiro Róger e fazer o gol de empate do Fantasma. O Grêmio Atlético Farroupilha foi destaque por si só. Tanto pelo poder de reação, por suas oportunidades criadas, pela superação das adversidades, quanto pela história que segue até hoje com muitas lutas e glórias, ao longo de seus 83 anos, completos no domingo. Mas um dos principais destaques, foi Élton Corrêa. O meia-atacante de 36 anos fez sua estréia em 2009 no Grêmio Atlético Farroupilha em grande estilo. Correu, brigou, chutou... Jogou os 90 minutos, sem parar. Élton sofreu muitas faltas e cobrou outras com a mesma maestria de sempre. Aos 45 minutos do segundo tempo, inclusive, obrigou o goleiro Róger a fazer grande defesa, evitando a vitória do Farroupilha.
_
Parabéns ao grupo de jogadores, à torcida, ao grupo de dirigentes, aos funcionários e colaboradores do clube. Parabéns ao Coronel Ewaldo Poeta e ao Grêmio Atlético Farroupilha, por ser "no esporte o mais bravo, o mais forte", desde 1926.
_
Quer conhecer mais sobre os 83 anos do Fantasma?
É só clicar no link HISTÓRIA DO CLUBE para conhecer a história de vida do Grêmio Atlético Farroupilha, com seus fundadores, seus títulos e os jogadores que participaram do histórico título Gaúcho de 1935.
_
*Foto - Gabriel Xavier

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Farroupilha 1 x 1 Pelotas

Mais um clássico no Nicolau Fico, mais um 1 a 1. Grêmio Atlético Farroupilha e Esporte Clube Pelotas ficaram na igualdade no FarPel 195, válido pela primeira fase da segundona 2009. Em um jogo com um primeiro tempo terrível, as emoções ficaram reservadas para a etapa final. O Pelotas começou melhor. No primeiro tempo apenas duas oportunidades de gol foram criadas, ambas pelo Pelotas. Na primeira, Xaro cruzou e Dauri cabeceou com perigo. Na segunda, Dauri deu um toque magistral para Alex Paulista, que chutou bonito, procurando o ângulo, só que para fora. A única bola de "perigo" do Farroupilha, foi em uma cobrança de falta de Élton Corrêa, que Róger defendeu sem problemas. Já na segunda etapa, o jogo melhorou.
_
A exemplo do que ocorreu no primeiro tempo, no início foi o Pelotas quem ditou o ritmo do jogo, fazendo o goleiro Fernando trabalhar. Ânderson Ijuí entrou no lugar de Alex Paulista e deu maior movimentação ao meio-campo áureo-cerúleo. Ele mesmo tentou de fora da área e obrigou Fernando a fazer grande defesa, espalmando para escanteio. E de tanto insistir, após a cobrança de escanteio de Xaro, Cirilo subiu mais alto que os adversários e, quase sem marcação, marcou de cabeça. Pelotas 1 a 0.
_
Mesmo com a vantagem no placar, obtida logo aos 13 minutos, a equipe áureo-cerúlea continuou pressionando. Ânderson Ijuí tentou de fora da área, mas Fernando defendeu. Deivid também arriscou de fora da área, mas a bola acabou indo para fora. Cruzamento na área do Farroupilha, a bola sobrou para Xaro que cruzou para Ijuí. Em um belo voleio, ele acabou desperdiçando a jogada. Com o placar adverso e sem conseguir concretizar oportunidades claras de empatar, o técnico Paulo César Leal mandou Tiago Boiadeiro para o ataque. E foi mais uma daquelas substituições "iluminadas". Aos 29 minutos, Élton Corrêa tocou para Magno Chimbinha, que fez o lançamento em profundidade para Tiago Boiadeiro. Ele correu em direção à bola e aproveitou a indecisão do goleiro Róger para se antecipar e desviar para o fundo do gol: 1 a 1. O gol animou o Fantasma, que teve nos últimos 10 minutos de partida todas as chances de gol que não havia tido desde o início do primeiro tempo. Na melhor delas, Élton Corrêa cobrou falta no ângulo e obrigou Róger a fazer grande defesa. Aos 47 minutos, Élton Corrêa bateu cruzado e Paulo Santos desviou para fora a última chance da partida.
_
video
_
Foi o clássico FarPel de número 195. O Pelotas tem 95 vitórias contra 45 do Farroupilha. O número de empates agora é de 55. O Fantasma do Fragata marcou 276 vezes, enquanto o Lobo da Avenida chegou ao gol em 431 oportunidades.
_
*Fotos - Gabriel Xavier
*Imagens - Renan Silva e Roberto Witter (TV UCPel)
*Narração - Mateus Kerr (TV UCPel)

sábado, 25 de abril de 2009

Dia de clássico no Fragata

Três anos e sete meses. Esse período marca a última vitória do Grêmio Atlético Farroupilha em clássicos contra o Esporte Clube Pelotas. Neste domingo, no estádio Nicolau Fico, no clássico FarPel de número 195. O encontro das duas equipes no primeiro turno da primeira fase foi marcado pelo equilíbrio. Um lance aleatório, no final do segundo tempo, deu a vitória para o Pelotas, na Boca do Lobo. Para o segundo confronto, o Farroupilha deve contar com a estréia do meia-atacante Élton Corrêa. O zagueiro Cabral, que se recupera de lesão, ainda é dúvida. Magno Chimbinha e Manga são as referências no ataque do tricolor para o clássico deste domingo. Mesmo em situações bem diferentes na tabela, o jogo não será fácil para nenhuma das equipes. "Precisamos fazer uma boa partida e conseguir a primeira vitória, para que possamos seguir pensando em classificação", disse o técnico do Farroupilha, Paulo César Leal, o PC.
_
Os dois últimos clássicos FarPel no estádio General Nicolau Fico acabaram empatados em 1 a 1. Na partida válida pela primeira fase da segundona de 2008, o Farroupilha saiu na frente com gol do zagueiro André Bagé, após cobrança de escanteio. O lance ficou mais conhecido pela classe da comemoração (foto) do atleta, que acabou perfurando a placa de publicidade do estádio, do que pelo próprio gol. O Pelotas empatou logo em seguida, com Rodrigo Gasolina, aproveitando rebote do goleiro Fernando. Na partida válida pela segunda fase, foi o Pelotas que saiu na frente com gol de Santiago, mas Manga (foto) empatou para o tricolor do fragata no segundo tempo e fez a festa da torcida tricolor com suas provocações à torcida áureo-cerúlea. A última vitória do Farroupilha em clássicos FarPel foi no dia 2 de outubro de 2005. O jogo foi pela Copa FGF, no ano em que o Fantasma fez sua melhor campanha na competição, sendo eliminado na semifinal pela Ulbra, após dois empates. A vitória no clássico foi na Boca do Lobo, por 2 a 1. Pela segundona gaúcha, desde o descenso das duas equipes, foram sete partidas, com dois empates e cinco vitórias do Pelotas. No Nicolau Fico, além dos dois 1 a 1 do ano passado, o Pelotas havia vencido por 2 a 0 em 2007 o clássico disputado no bairo Fragata.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Rio Grande 2 x 1 Farroupilha

O primeiro jogo do returno da primeira fase da segundona gaúcha de 2009 acabou em derrota do tricolor pelotense para o tricolor rio-grandino. No primeiro tempo o Rio Grande tomou as rédeas do jogo desde o início. Aos quatro minutos, após cruzamento de Luis Paulo, Róbson, de cabeça, abriu o placar para o Vovô. O Farroupilha não se abateu e foi pra cima. Em um dos lances primordiais da partida, Magno Chimbinha partiu com a bola dominada e Fogolari fez um dos pênaltis mais pênaltis da história dos pênaltis. O árbitro Roberto Bolzan, no entanto, resolveu não marcar. O lance gerou muita polêmica e discussões, que acabaram em empurrões na porta dos vestiários ao fim da primeira etapa.
_
Como já havia sido em boa parte do primeiro tempo, o Farroupilha seguiu em cima do Rio Grande, e só não chegou ao empate pela grande atuação do goleiro Patrick. Aí o Fantasma levou um duro golpe. Mesmo estando melhor na partida, acabou levando o segundo gol. Na tentativa de cortar um passe, o zagueiro Giovane tentou chutar e deu de canela na bola, lançando-a para o fundo do gol. Segundo gol contra do Farroupilha na competição. Um número expressivo para quem havia marcado apenas dois gols a favor até o momento. Para aliviar as contas dos gols pró e contra do tricolor pelotense, Magno, no final do jogo, descontou para o Farroupilha. Pena que não foi o suficiente para pontuar em Rio Grande. Quinta derrota do Grêmio Atlético Farroupilha em oito jogos. Por outro lado, em situação muito mais confortável na tabela, o Sport Club Rio Grande assumiu a segunda posição na classificação da chave 1, junto com o Esporte Clube Pelotas, ambos com 15 pontos, ficando atrás pelos critérios de desempate. O líder da chave ainda é o Grêmio Esportivo Bagé, com 19.
_
Fotos: Denise Veiga - Assessoria de Imprensa Sport Club Rio Grande

Farroupilha 1 x 1 Rio Grande

Não foi desta vez que a primeira vitória saiu. Grêmio Atlético Farroupilha e Sport Club Rio Grande protagonizaram o duelo dos tricolores no Nicolau Fico. Em posições distintas na tabela, as duas equipes precisavam da vitória por motivos diferentes. O Rio Grande querendo chegar perto do líder Bagé, e o Farroupilha lutando para conseguir a primeira vitória, na luta pela classificação para a segunda fase. Mesmo com o horário da partida coincidindo com o horário da final do campeonato gaúcho, o público compareceu ao estádio. O Fantasma tentou o gol desde o início. Tiago Boiadeiro partiu pela direita e chutou forte, obrigando o goleiro do Rio Grande a fazer boa defesa. Aos 26 minutos, após cobrança de escanteio da esquerda, a bola sobrou para Manga, que com um toque tirou do zagueiro e chutou no canto esquerdo, sem chances para o goleiro: 1 a 0. Em vantagem no placar, o Farroupilha ainda seguiu no ataque, mas as oportunidades foram perdidas. No segundo tempo, o Rio Grande começou a ir para cima. Luis Paulo tentou de longe, mas a bola passou longe do gol de Fernando. Igor também chegou forte ao gol de Fernando, mas chutou sem direção. Foi aos 33 minutos que saiu o gol de empate do tricolor rio-grandino. Luis Paulo tocou para Viarone, que bateu forte, no canto: 1 a 1. Com o empate o Grêmio Atlético Farroupilha se vê na obrigação de buscar um resultado melhor em Rio Grande, no feriado de Tiradentes.
_
Confira os gols do empate entre os tricolores.
_
video
_
As duas equipes se enfrentam novamente no estádio Arthur Lawson, dia 21 de abril. O jogo começa às 15h. A partida marca o início do returno para as duas equipes.
_
Foto: Gabriel Xavier _-_ Imagens: Bruno Bohm (TV UCPel)

sábado, 18 de abril de 2009

Reforços

Para tentar sair da situação em que se encontra, o Grêmio Atlético Farroupilha está reforçando o elenco. O primeiro a ser anunciado foi Evandro, jogador conhecido em Pelotas. O volante chegou no clube junto com o reforço extra-campo de Éber Morales. O dirigente volta em um momento importante para o Farroupilha. Uma das áreas de maior carência do Fantasma é o ataque. Magno Luis chega ao Nicolau Fico para ser a referência no ataque tricolor. Conhecido como "Chimbinha", o atacante disputou o Gauchão pelo Avenida, de Santa Cruz. Magno tem condições legais de jogo e deve vestir a camisa 9 já neste domingo, no Nicolau Fico.
_
O outro reforço que chega já é conhecido do torcedor do Fantasma. Élton Corrêa, artilheiro da equipe na temporada de 2008, está de volta ao Fragata. Com dez gols no ano passado, o meia-atacante superou o atacante de ofício da equipe, Fábio Alemão, que marcou sete. Élton sempre foi referência nas equipes em que passou em lances de bola parada. Dos dez gols marcados em 2008, sete foram em cobranças de falta ou pênalti. Com passagens pelos três clubes profissionais da cidade, Élton deve acrescentar experiência e qualidade ao grupo do Grêmio Atlético Farroupilha. Nos primeiros meses de 2009, o jogador disputou o campeonato goiano pelo Anápolis, clube da primeira divisão. Élton Corrêa já treina com o grupo, mas por não ter acertado ainda a sua saída do clube goiano, não terá condições de jogo no domingo. A reestréia de Élton Corrêa deverá ocorrer no feriado de Tiradentes, dia 21 de abril, no estádio Arthur Lawson, em Rio Grande, no jogo de volta contra o Vovô, já pelo segundo turno da primeira fase.
_
As contratações devem auxiliar o Farroupilha a superar as estatísticas de 2009. O Fantasma tem a pior campanha entre todos os 23 times que disputam a segunda divisão. Também é do tricolor o pior ataque, com apenas um gol marcado em seis jogos. Curiosamente, o Farroupilha tem a quarta melhor defesa. Foram seis gols sofridos em seis jogos. A melhor campanha é do Bagé, que também tem o melhor ataque (17 pontos e 17 gols em sete partidas). A pior defesa é do 14 de Julho, de Livramento, com 17 gols sofridos, e a melhor é do Glória de Vacaria, que levou apenas três gols e se mantém como a única equipe invicta no campeonato.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Farroupilha 0 x 2 Bagé

Finalmente o Nicolau Fico foi liberado e o Grêmio Atlético Farroupilha pôde jogar a primeira partida realmente em casa em 2009. O clima foi agradável, a torcida compareceu e o time fez um bom primeiro tempo. Só que no segundo tempo o Bagé resolveu entrar em campo, e teve maior efetividade nas suas tentativas. Quando o jogo começou, a equipe tricolor teve a primeira boa oportunidade, com Benhur, mas o goleiro salvou nos pés do atacante. Depois, uma sequência de chutes a gol, mas não de fato no gol. Na segunda etapa, aos 20 minutos, Denio abriu o placar para a equipe da Pedra Moura. No final da partida, aos 39 minutos, Marcelinho fez o segundo gol e consolidou a liderança do Bagé na chave 1. Com o resultado, o Fantasma segue sem vencer na competição. Já são seis jogos sem nenhuma vitória. Os dois empates, frente ao Guarany de Bagé, no Bento Freitas, e ao Flamengo, em Alegrete, são os únicos pontos do Farroupilha até agora. A equipe levou seis gols, e marcou apenas um, com Manga. Vale lembrar que o Fantasma ainda tem um jogo a menos, que será recuperado neste domingo, no Nicolau Fico, contra o Rio Grande.
_
Veja os gols do Grêmio Esportivo Bagé no estádio Nicolau Fico.
_
video
_
A próxima partida do Grêmio Atlético Farroupilha é no domingo, contra o Sport Club Rio Grande, no estádio General Nicolau Fico. A partida começa às 15h. Os portões do estádio serão abertos uma hora antes.
_
Foto - Carlos Insaurriaga _/ _Imagens - Bruno Bohm (TV UCPel)

sábado, 11 de abril de 2009

Pelotas 1 x 0 Farroupilha

O clássico FarPel finalmente saiu. A Boca do Lobo recebeu os reparos necessários a tempo da última vistoria, e na noite da última quinta-feira Grêmio Atlético Farroupilha e Esporte Clube Pelotas entraram em campo. Foi a primeira partida do Fantasma desde o empate em Alegrete, contra o Flamengo, há quase duas semanas. O jogo começou com muita pegada e jogadas ríspidas. Farroupilha e Pelotas partiram para o ataque, mas sem muita eficiência na primeira etapa. A equipe tricolor levou mais perigo ao gol do goleiro Bruno, do que a equipe áureo-cerúlea ao gol do tranqüilo goleiro Fernando. No segundo tempo, porém, as coisas começaram a se complicar. O Pelotas recobrou o ritmo de jogo e emparelhou a partida. Foi um bombardeio em cima do goleiro Fernando, que se virou como pôde pra evitar a derrota. Teve bola cruzada, bola cabeceada, chute pra fora, defesas espetaculares e tudo mais. Fernando e o Fantasma seguraram o resultado até o último minuto. O problema, é que existia um último minuto. E foi nele que Fabrício cruzou a bola na cabeça do Cleiton, que marcou o gol da vitória áureo-cerúlea.
_
Foi o clássico FarPel de número 194. O Esporte Clube Pelotas leva vantagem nos confrontos, com 95 vitórias, contra 45 do Grêmio Atlético Farroupilha. 54 jogos acabaram empatados. O Fantasma já marcou 275 gols, enquanto o Lobo chegou a marca de 430.
_
Confira alguns lances e o gol que definiu o clássico na Boca do Lobo.
_
video
_
Imagens - Renan Silva_/_ Narração - Diego Freitas - TV UCPel

sábado, 4 de abril de 2009

Jogos transferidos

Ao que tudo indica, não é de se duvidar que a próxima partida do Grêmio Atlético Farroupilha na segundona gaúcha de 2009 seja apenas no dia 29 de abril, em Bagé, já pelo returno. Isto porque os jogos contra o próprio Bagé, que seria realizado no dia 02, e o clássico FarPel, que seria no dia 05, foram cancelados devido a onda de interdições dos estádios pelo estado. O jogo entre Farroupilha e Bagé foi adiado para o dia 08, mas já não se prevê se o jogo realmente sai. O clássico contra o Pelotas, que deveria ser realizado na Boca do Lobo (também interditada), ainda não tem data definida. A próxima partida marcada é contra o Rio Grande, no dia 12. Ainda não sabemos da confirmação da mesma. No returno, o primeiro jogo é contra o mesmo Rio Grande, mas o estádio Arthur Lawson (adivinhem!) está igualmente interditado. Seguindo a tabela, temos o segundo (?) clássico FarPel. Só não sabemos onde. No dia 29, sim. Há a possibilidade de haver bola rolando, que é o que realmente nos interessa. Resta torcer para que o estádio da Pedra Moura, em Bagé, não sofra nenhum tipo de interdição.
_
A seqüência de treinamentos segue normal no Nicolau Fico. O técnico PC e os atletas esperam pelas definições extra-campo para poderem novamente jogar futebol e tentar subir na tabela. O pensamento é positivo para que todas as pendências possam ser resolvidas no menor espaço de tempo, para que o futebol esteja de volta ao Fragata. Mesmo que para isso tenham que ser criados os corrimãos necessários, com as medidas específicas, ou os pára-raios, em seus devidos lugares, junto com o sistema de iluminação de emergência, em um estádio que nem sequer possui iluminação. As adaptações estão sendo feitas conforme o que está sendo pedido, e de acordo com a condição financeira do clube. Apenas esperamos que o atraso na tabela não cause mais problemas para as equipes, que treinam sem saber se vão poder jogar.