segunda-feira, 12 de maio de 2008

Farroupilha 1 x 1 Avenida

11.05 - Farroupilha 1 x 1 Avenida

Foi quase tudo certo. O ataque funcionou logo no início e a defesa esteve praticamente impecável durante quase todo o jogo. A postura do time mudou com a chegada de Alberi. Motivado, o Farroupilha entrou em campo com Fernando; Flavinho, Guilherme, Nei e Igor; Vágson, Luis Fernando, Manga e Élton Corrêa; Brochi e Uendel. O Avenida começou bem e logo no início lançou três bolas na área tricolor. O Farroupilha não se intimidou e deu o troco. Aos 9 minutos, em lance individual, Brochi recebeu a bola e deu um balão para cima na entrada da área. Sem desistir, pulou, brigou, ganhou e chutou para o gol. Primeiro gol dele com a camisa do Farrapo.
_
Com o placar favorável, o Farroupilha administrou o resultado durante o resto do primeiro tempo. Na segunda etapa, mais uma vez a equipe do técnico Alberi Rodrigues veio a campo com postura ofensiva. O problema foram as chances perdidas. Élton Corrêa entrou na área pela esquerda, deu o corte no zagueiro, mas não conseguiu chutar. Uendel brigou pela bola, entrou na área pela esquerda, mas chutou para fora. E assim sucessivamente. Na zaga, Guilherme fez uma partida tecnicamente perfeita. Marcou e anulou o atacante Adão do Avenida, e conseguiu comandar a defesa tricolor. No finalzinho da partida, Guilherme saiu com uma contratura na coxa. E quase aos 40 minutos, com o Fantasma sem o zagueiro Guilherme, o Avenida aproveitou o espaço e a falha da marcação para marcar de cabeça com D'Angelo. Depois disso, o Farroupilha ainda teve duas oportunidades. Primeiro, de fora da área. Depois com Fábio Alemão, livre, que acabou chutando para fora, na cara do goleiro Tigre. O placar ficou mesmo no 1 a 1, em um empate que seria com sabor de derrota pelas circunstâncias, mas que foi considerado um ponto importante, pela nova cara do Farroupilha, pela raça dos jogadores e pela estréia do novo treinador.
_
Fernando foi um dos destaques do tricolor no jogo deste domingo. Sem Fabrício, que operou o joelho na última terça-feira, Tainã ganhou oportunidade de ficar no banco. Fernando saiu seguro do gol nos lances aéreos, e ainda fez no mínimo uma defesa complicada, evitando o gol de empate do Avenida. Já no segundo tempo, em lance com o atacante Adão, Fernando recebeu uma pancada na cabeça e acabou com o supercílio esquerdo aberto. O goleiro jogou o segundo tempo praticamente inteiro com a cabeça enfaixada. No lance do gol da equipe de Santa Cruz, Fernando não teve culpa. No final do jogo, Fernando lamentou o empate no finalzinho, mas disse que a equipe de fato teve nova postura em campo e que agora deve trabalhar para conseguir a vitória na próxima quarta-feira, contra o Guarani de Venâncio Aires, no Nicolau Fico.
_
ARBITRAGEM
_
Neste domingo tão especial para as mulheres, dia das mães, quem chamou a atenção de quem foi ao estádio General Nicolau Fico foi a auxiliar de arbitragem Tatiana Jacques de Freitas. A bandeirinha gaúcha de 28 anos é natural de Torres, e ingressou no quadro de arbitragem da Federação Gaúcha de Futebol em 2006. Atua sempre como auxiliar nos campeonatos estaduais juvenil e júnior, além da Série B do Campeonato Gaúcho. Tatiana é formada em Educação Física e trabalha em academias. A auxiliar de arbitragem é filiada à Delegacia de Árbitros de Porto Alegre. Atualmente, apenas quatro mulheres trabalham na arbitragem em campeonatos oficiais promovidos pela Federação. Integrante do quadro de futebol feminino da Confederação Brasileira de Futebol - CBF - Tatiana admira a auxiliar de arbitragem Ana Paula de Oliveira e é fã do árbitro pelotense Leonardo Gaciba. Atuar no futebol, em um campeonato de segunda divisão gaúcha, no qual a pressão é constante e os ânimos são acirrados, não é nada fácil. No domingo de sol, com o estádio repleto de mulheres, Tatiana provou mais uma vez que a mulher está realmente inserida na sociedade atual, sem barreiras profissionais. Por outro lado, o árbitro da partida, Rogério Gonçalves, não teve boa atuação. Em vários lances acabou prejudicando o Farroupilha com marcações interpretadas erroneamente. O técnico Alberi Rodrigues disse no fim da partida que o árbitro cometeu muitos erros no decorrer dos 90 minutos. "Nenhum erro interferiu diretamente no resultado final do jogo, mas a arbitragem realmente não foi boa", afirmou o técnico.
_
_
Confira os gols da partida.
_
video
_
Caso o vídeo não reproduza, clique aqui para vê-lo no Youtube.

Nenhum comentário: